Primeira viagem para Europa: como se organizar

Montar a primeira viagem para Europa requer um grande esforço e determinação, desde a busca incansável por preços de passagens aéreas até as diversas opções de hotéis que você precisa escolher. Vou falar sobre como foi meu planejamento para a nossa primeira viagem em família ao exterior e que está dando certo até hoje.



Como montar a primeira viagem para Europa?

Estávamos na praia quando eu vi uma agência de viagem ofertando pacotes para Europa, 15 dias por R$ 18.000,00 para 3 pessoas. Comecei a analisar o roteiro e achei interessante, diversas cidades conhecidas e alguns passeios inclusos, até que eu comecei a procurar onde estavam as passagens aéreas, e adivinhem, não tinha passagem aérea incluída – santa inocência – fiquei meio chocada porque o valor já estava alto. Bom, fui inocentemente olhar o valor de passagem aérea para 3 pessoas numa data mais ou menos aleatória, até que aparece R$ 10.000,00 gritando na tela. Pensei comigo mesma: gastar R$ 28.000,00 por 15 dias é totalmente fora da realidade, será que se a gente fizer por conta própria não sairia mais barato? Sim, claro que saiu. Então, vamos as dicas:

1. Datas

primeira-viagem-para-europa-1

A primeira coisa que você precisa definir, são suas datas, ou melhor, o mês que você pode viajar, isso é o maior ponto de partida para dar início ao seu planejamento, inclusive é um fator bem importante para se economizar. Os dias da semana são imprescindíveis, tente sempre escolher viajar durante a semana, são raras às vezes que o preço das passagens no final de semana estão mais em conta.

-Mas como escolher as datas?

Isso sempre vai depender do seu estilo de vida, pois não adianta eu dizer que maio é um mês bom para viajar se você trabalha ou estuda nesse período. Pense nas datas que sempre são alta temporada: feriadões, verão, férias de julho, e período de festas (natal e ano novo).

Estamos no hemisfério sul e a Europa fica no hemisfério norte, então o nosso verão, bate com o inverno deles, ou seja, aqui é alta temporada e lá é baixa temporada. Já o nosso inverno, bate com o verão deles, ou seja, se você viajar nas férias de julho será alta temporada aqui e alta temporada também na Europa. Se você puder viajar de março a maio ou de agosto/setembro a novembro, você conseguirá economizar uma boa grana em passagem. Agora, se você só pode viajar na alta temporada (Brasil) com alta temporada (Europa), ou, alta temporada (Brasil) e baixa temporada (Europa), vai precisar planejar com meses de antecedência para não elevar o orçamento de sua viagem. Aliás, eu sugiro que você comece a pesquisar preços mesmo se for viajar na baixa temporada aqui e lá, pois assim você se organiza melhor.

Então, comece definindo o mês da sua viagem e procure passagens aéreas com ida e volta durante a semana. Tente sempre procurar de terça a quinta, é mais garantido.

2. Destinos

Italy and Magnifying glass

A escolha do destino é importante, e se ele for flexível, melhor ainda. Se você tem um sonho de conhecer a França, coloque na lista. Portugal? Coloque na lista. Alemanha? Coloque na lista. Mas, sempre tenha o mapa da Europa “em mãos” para saber qual vai ser a logística para circular entre esses países, e que talvez seria interessante, você tirar um ou outro, e talvez inserir um mais próximo.

Eu faço os seguintes questionamentos quando vamos viajar: esse ano eu quero conhecer Portugal, mas qual país ou cidade eu já posso aproveitar para conhecer num período de 3 semanas, e o que eu vou precisar para me descolar entre eles? Ônibus? Trem? Avião? Ok! Temos a Espanha que é ao lado, quais cidades eu posso visitar? Por qual cidade eu posso chegar? É mais barato chegar por   Barcelona /Madrid ou Lisboa? 

É interessante você fazer esses questionamentos para saber como irá se planejar. Eu sempre tive em mente, que ter a oportunidade de viajar para a Europa já era lucro, qualquer país que eu conhecesse eu estaria feliz, é Europa! Mas, existem cidades que consideramos mais importante visitar, então reúna todos elas, distribua pelo período que você vai ficar, e pense na logística entre elas. Lembre-se que as capitais normalmente precisam de mais dias para se visitar.

3. Passagem Aérea

primeira-viagem-para-europa-3

Quanto mais flexível os destinos forem, melhor! Será mil vezes melhor, pois se o seu destino é Barcelona por exemplo, mas a passagem está R$ 1.000,00 mais barata para Frankfurt, com esse valor você poderia se deslocar de Frankfurt para Barcelona, por um preço bem menor que mil reais, e ainda de quebra, conhecer Frankfurt ou alguma outra cidade por perto, e depois ir para Barcelona.

-Múltiplos destinos

Tente sempre pesquisar opções de passagens aéreas por múltiplos destinos (chegar por um país e sair por outro), pois muitas vezes essa opção é mais barata que ida e volta pela mesma cidade e você economiza dinheiro, por exemplo, se você escolheu ida e volta para Barcelona, mas você resolveu visitar Paris nos últimos dias, terá que pegar um avião para o seu voo de volta para o Brasil, em Barcelona, ou seja, um gasto extra no seu orçamento.

Eu sempre procuro passagens aéreas por múltiplos destinos. Numa das nossas viagens eu decidi que iríamos visitar a Itália, mais precisamente Roma , meus pais concordaram, então comecei a ver quais outros países poderíamos visitar. Tinha a Suíça ali do lado, um país lindo, mas sabemos que é um país caro por natureza e que o franco suíço é mais caro que o euro, ou seja, tudo iria ficar mais caro. Então, vi que perto dali tinha a Áustria, a República Tcheca e a Alemanha. Já tinha lido muito sobre Praga, e a bela surpresa de saber que é uma das cidades mais baratas da Europa, na mesma hora ela entrou na lista, então eu comecei a pesquisar passagem aérea que chegasse em Praga e voltasse por Roma.

Resumindo a história, eu procurei passagem aérea para 3 pessoas de Porto Alegre para Praga e de Roma para Porto Alegre (múltiplos destinos), comecei a pesquisar com uns 6 meses de antecedência só para ver como estavam os valores. R$ 11.000,00, achei caríssimo, então eu fui vendo nos outros meses, não estava baixando o suficiente, o valor flutuava bastante. Quando chegou novembro eu comecei olhar toda a semana, até que em dezembro eu olhei novamente e estava uns R$ 9.000,00, mas fui olhar 1 dia depois e o valor foi para R$ 13.000,00 do nada, então resolvi trocar a busca de Praga por Frankfurt, e o valor estava R$ 7.400,00 (R$ 2.466,00 por pessoa), olhei no mapa e vi que Frankfurt era relativamente perto de Praga, mas tinha Dresden  no caminho que está entre Frankfurt e Praga. Então, imagina essa diferença de 13 mil para 7,4 mil no orçamento, que fosse de 9 mil para 7,4 mil já seria ótimo, claro que tem o deslocamento de trem, mas é um valor muito mais baixo que a passagem, então muitas vezes, você pode utilizar o dinheiro do “desconto”, para conhecer mais cidades e se deslocar.

E como eu sei se o valor é caro ou barato? Hoje em dia eu sei o que é caro e o que é barato, porque fiquei 3 anos pesquisando valores de passagens. A primeira vez que viajamos pagamos R$ 3.100,00 saindo de Porto Alegre. Hoje eu já consegui por R$ 2.170,00. Com o tempo eu fui aprendendo a esperar para comprar e eu sei que é quase impossível comprar passagem para fevereiro por menos de 2 mil saindo de POA. Então, por isso é importante a pesquisa constante, pois assim você consegue ter uma noção do quão alto ou baixo uma passagem pode chegar, por mais que você tenha condição de pagar 2,7 mil, espera que talvez possa baixar mais. E como sempre viajamos em fevereiro o meu limite para comprar passagem é até o início de dezembro, mais que isso corro o risco de aumentar demais, e depois da compra, nunca mais olho os valores, não quero nem saber se tá mais caro ou barato, hahah.

4. Hotéis e Apartamentos

primeira-viagem-para-europa-4

Depois de definir suas datas e cidades, comece a procurar por hotéis e apartamentos que são uma ótima opção para quem quiser ter mais liberdade e poder fazer suas refeições. O Booking.com  tem muitas opções de hotéis no mundo todo, e a gama de apartamentos está bem maior que há 2 anos atrás, então vale a pena dar uma olhada. E exclusivamente para aluguel de apartamentos, temos o Airbnb (ganhe R$ 85,00 na sua primeira viagem), conhecido e utilizado no mundo todo e você pode pagar em R$ em até 3x.

Aqui falo mais sobre as vantagens e desvantagens de ficar em hotel ou apartamento

5. Seguro Viagem

Os 27 países europeus que integram o Tratado de Schengen exigem que o turista tenha um seguro-viagem com cobertura mínima de 30 mil euros. São eles: Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Hungria, Itália, Irlanda, Islândia, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Polônia, Portugal, Reino Unido, República Tcheca, Romênia, Suécia e Suíça. Na Europa não é exigido visto, o turista brasileiro pode ficar até 90 dias no velho continente.

Existem várias seguradoras que fazem seguro viagem, mas vale a pena você dar uma olhada se seu cartão de crédito oferece seguro, pois muitos bancos oferecem de graça para quem compra passagens aéreas com seu cartões. Caso você não tenha esse benefício do cartão, precisará contratar um seguro viagem para ter cobertura em caso de acidentes durante a sua viagem, então essa é uma parte importante que você é obrigada acrescentar no seu orçamento.

Seguro viagem europa 336x280

Aqui eu falo mais sobre os documentos exigidos para entrar na Europa

Me segue no Instagram ↓ e fique por dentro das cidades que já visitei!

[instalink width=”100%” height=”200px” image_size=”small” bg_color=”#285989″]

 

0

15 thoughts on “Primeira viagem para Europa: como se organizar

  1. Muito boa a dica das passagens. O segredo é acompanhar preços mesmo e ver destinos alternativos. Dá pra viajar muito mais barato e com mais liberdade se sairmos dos pacotes de agências.

    0

  2. Ótimo relato. Dicas preciosas de como organizar tudo. Também pesquiso tudinho e faço tudo bem detalhado. Utilizarei algumas dicas em breve. Obrigado

    0

  3. Muito bom guia! Eu não tenho vontade de fazer mil países em duas semanas.. rs
    Acho que minha primeira ida será Portugal e Espanha aproveitando do jeito que você indicou!

    0

    1. Sim Ana, além de ficar mais caro e cansativo, você não consegue desfrutar de tudo que a cidade tem a oferecer. Estive há 3 semana na Espanha e Portugal, fica ligadinha no blog que já vai sair posts sobre esses países, quem sabe eu te ajude mais!! Bju

      0

  4. Bem detalhado, o seu plano. O ideal seria não ter que pensar no dinheiro, mas poucos nasceram em berço de ouro. E mesmo esses não esbanjam à toa. Para nós, europeus, o processo de pesquisa para viajar por aqui é um pouco menos penoso, porque já pensamos naturalmente em euros.
    Bom planejamento e boas aventuras

    0

  5. Minha primeira viagem para a Europa (depois de longo tempo sem viajar) foi com agência de viagem, mais pela minha pouca experiência em viagens para o exterior. Depois fui aprendendo a planejar nossa próprias viagens, e por conta própria ficou bem mais barato. Até entendo que com agência pode sair mais caro e acho que dependendo do destino viajar por agência pode ser uma boa. Gostei das suas dicas sobre os múltiplos destinos, eu ainda não consegui achar nada barato nesse tipo de passagem, mas vc me incentivou a procurar 😉

    0

    1. Dilma, múltiplos destinos é um inferninho, haha, mas vai testando várias cidades. Uma coisa que acabei não falando no post é sobre as companhias aéreas, é sempre bom saber os destinos principais delas, assim quem sabe saia mais em conta, como por exemplo, a gente sabe que a Air France opera bastante pra Paris, talvez seja mais barato ir por ela do que pela TAP que opera mais em Portugal e Espanha. Mas a dica principal é: teste em várias companhias principais e vá mudando a cidade que você vai e a cidade que você vai voltar.

      0

    1. Angie que bom que pude de ajudar e inspirar. Essa semana sai mais posts sobre a última viagem que fiz recentemente pela Espanha e Portugal, quem sabe não te interesse, haha. Bjos.

      0

  6. Olá… seu plano resume muito bem o que penso sobre planejamentos de viagem: perguntas e respostas. Temos que nos questionar sobre diversos itens para então fecharmos a nossa viagem e como você mencionou, isso exige muita pesquisa, principalmente se envolver destinos não conhecidos. Seu passo a passo (e explicações detalhadas) para ajudar outros viajantes está ótimo.

    Ao contrário da maioria dos viajantes, entretanto, dificilmente (especialmente na Europa) eu visito mais de um país na mesma viagem. Sempre busco explorar mais cidades e regiões dentro de um mesmo país.

    Não só porque barateia o custo como e principalmente porque (sob meu ponto de vista, claro) torna a viagem muito mais rica, descobrindo as diferenças regionais, acentos, gastronomia, história… Passeando sem pressa ou ansiedade, desfrutando, imergindo na cultura daquele pais, em vez de ficar sapecando de país em pais… Isso é uma preferência muito particular, eu sei, mas tem funcionado lindamente para mim.

    Algumas pessoas argumentam comigo que não sabem quando poderão viajar novamente, por isso buscam aproveitar o máximo de países em uma mesma viagem. Eu digo: não sei quando poderei viajar novamente, por isso aproveito intensamente as poucas cidades que escolho dentro de um mesmo país. rsrsrsr

    Bjus

    0

    1. Analuiza, penso da mesma forma que você. Prefiro conhecer bem as cidades por onde visito do que apenas passar por ela pra dizer que fui, pois eu adoro desfrutar das coisas simples da cidade sem pressa e sem correria. A maior sensação de liberdade que eu sinto quando viajo, é sentar em alguma Praça, tomar um sol e ver as pessoas passando, eu acho isso incrível e faz vc vivenciar um pouco o dia-a-dia daquelas pessoas que moram ali, coisa que não temos tempo de fazer aqui.

      0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *